Disciplinas 2019-1

11 de Fevereiro de 2019 - Tempo de leitura: ~1 minuto

Pesquisa Operacional (Administração Matutino e Noturno)

Matemática Financeira (Administração Noturno).

Horário de Aula

Pesquisa Operacional, Administração Matutino: terças entre 7:30 e 11:30.

Pesquisa Operacional, Administração Noturno: terças e quintas entre 19:00 e 21:00.

Matemática Financeira, Administração Noturno: terças e quintas, entre 21:00 e 23:00.


Emulador para jogar ou rodar aplicativos android no Ubuntu/Linux

15 de Janeiro de 2019 - Tempo de leitura: 2 minutos

Muita gente quer jogar ou usar algum aplicativo android no computador. Se está utilizando o windows isso é relativamente simples. Porém tive alguma dificuldades para fazer isso no Ubuntu / Linux.

As duas tentativas mais promissoras que tive foram:

  1. Uma máquina virtual utilizando virtualbox.
  2. Emulador da Genymotion gratuito para uso pessoal.

Para utilizar o virtualbox, você precisa ter uma iso do android que deseja intalar (eu baixei no site www.android-x86.org) e configurar sua máquina virtual adequadamente. Porém, para um dos aplicativos que testei, não consegui rodar satisfatóriamente (não baixava e quando baixou não rodou).

A segunda alternativa foi o Genymotion (que funcionou bem). A opção gratuita para uso pessoal não aparece imediatamente na página inicial. Terá que navegar no menu: Help > Genymotion Desktop > Fun Zone.

Depois de baixar/instalar, terá que uma configuração para sua máquina virtual (de acordo com as opções) e fazer outro download (agora da sua maquina virtual: acredito que inclua a versão do android).

Detalhe... não tem o Google Play intalado, mas não se preocupe tem o Open Gapps que o instala fácilmente. Observe que o botão do Open Gapps NÃO APARECEU quando escolhi FULL SCREEN. Se colocou full screen, desmarque e abra o emulador novamente. Clique no Open Gapps, instale, coloque seus dados e seja feliz.

Alguns testes que realizei e não foram muito promissores:

  • Emulador android para windows em uma maquina virtual windows do virtualbox.
  • Emulador windows usando wine.

Caso tenha alguma dúvida entre em contato.


Instalar AMPL demo no Linux / Ubuntu

17 de Novembro de 2018 - Tempo de leitura: 5 minutos

AMPL é uma linguagem de modelagem para programação matemática. É bastante útil, pois consegue separar o modelo teórico dos dados de cada instância. Assim, um modelo pode ser utilizado por diversas instâncias diferentes.

Este texto foi escrito originalmente em 7 de março de 2017 e revisado agora. Parece que nada foi alterado.

Coloquei instruções para instalar a versão demo do software AMPL, que já acompanha a versão demo de alguns solvers comerciais. A versão demo possui restrições na quantidade de variáveis e restrições.

Etapa 1: Download

Para baixar o AMPL, entre na seguinte página: http://ampl.com/try-ampl/download-a-free-demo/

Esta é a versão demo, então existem algumas limitações. Existe uma versão completa que pode ser utilizada por 30 dias. As principais limitações da versão demo são: 500 variáveis e 500 restrições nos problemas lineares; 300 variáveis e 300 restrições nos problemas não lineares. Vale ressaltar que as versões gratuitas dos solvers que acompanham essa versão demo do AMPL podem colocar limitações maiores, ou seja, além das restrições do AMPL, podem ocorrer limitações do solver.

Links diretos para o download da IDE para Linux:

Links diretos para o download da versão de linha de comando para Linux:

Etapa 2: Instalar

Na verdade a instalação é descompactar... As instruçõe no site do AMPL recomendam usar:

tar xzf <nome do arquivo que baixou>

Eu, particularmente, descompacto pelo gerenciador de arquivos, não pela linha de comando.

Etapa 3: Problema encontrado na escolha de um solver

O site de download da versão demo do ampl (http://ampl.com/try-ampl/download-a-free-demo/) mostra a instrução para escolher um solver (no linux):

option solver ./xxx;

Onde xxx é o nome do solver desejado. Porém isso não funciona na linha de comando, nem no IDE.

Para o IDE, eu consegui selecionar o solver da seguinte forma:

option solver xxx;

mas isso não funcionou na linha de comando. Para conseguir resolver, utilizando o ampl no terminal, utilizei:

option solver "./xxx";

e tudo funcionou normalmente. A última dica encontrei no site stackoverflow.

 


Álgebra Linear: Sistema de equações lineares com matriz expandida 1000x1001

16 de Novembro de 2018 - Tempo de leitura: 3 minutos

Esta foi uma atividade desafio proposta para os alunos de álgebra linear do curso de Engenharia Civil da Unemat de Tangará da Serra. O desafio foi proposto para a turma do primeiro semestre de 2015 e posteriores. A atividade foi concluída por um grupo de alunos no segundo semestre de 2016. A útlima turma que ministrei álgebra linear foi no primeiro semestre de 2017-1.

O arquivo matriz_1000_x_1001.txt.zip contém os dados de uma matrix expandida [A|b] referente a um sistema de equações lineares AX=b, onde A é uma matriz 1000×1000 e b é uma matriz 1000×1.

Esta é uma atividade para os alunos da disciplina de álgebra linear. O objetivo principal é promover um desafio computacional para os discentes.

Caso algum aluno tenha interesse em resolver, a solução deve ser enviada na seguinte forma:

  1. Um arquivo de texto sem formatação (.txt) contendo a solução do sistema.
  2. Um relatório contendo explicações sobre a metodologia utilizada para resolver o sistema.

Observação: A solução não precisa ser exata, mas o módulo do erro deve ser menor que 0,001 em cada linha do sistema, ou seja,

| Li * S – bi | < 0,001

para cada linha i, onde Li representa a linha i da matriz A, bi representa a linha i da matriz b e S representando o vetor coluna solução.

Solução

Os alunos C. O. DE LIMA, H. DOTTO, G. DOTTO, J. K. F. DE ANDRADE, L. B. LEMES e S. R. DE ALMEIDA (Turma de 2016-2) formaram o primeiro grupo que apresentou uma solução satisfatória para o problema.

Os resultados obtidos pelo grupo estão disponíveis: Resultado, Relatório e Vídeo.


Dados de minha tese de doutorado: Problema de Expansão da Rede de Transmissão de Energia Elétrica

15 de Novembro de 2018 - Tempo de leitura: 6 minutos

Esta página contém o código fonte e os dados para todos os sistemas teste (instâncias) no Problema de Expansão da Rede de Transmissão de Energia Elétrica (PERT) utilizados em meu trabalho de doutorado (baixe a tese aqui).

Código Fonte

O código fonte pode ser baixado aqui.

Dados dos Sistemas Teste Utilizados

Duas variações foram estudas: PERT estático (PERTE) e o PERT estático com restrições de segurança N-1 (PERTES).

Os dados para cada uma das variações encontram-se abaixo, juntamente com um arquivo com todas as soluções encontradas no trabalho.

Além disso, existe a opção de baixar os arquivos contendo apenas os dados para cada um dos seis grupos de arquivos utilizados: Garver 6 barras, IEEE 24 barras, Sul BR 46 barras, Sudeste BR 79 barras, Nordeste BR 87 barras e Colombiano 93 barras.

PERTE

Sistemas Teste para o PERTE (um arquivo com todos os dados)

Soluções dos Sistemas Teste para o PERTE (Soluções para todos os sistemas teste)

Arquivos por grupos de sistemas:

Sistemas Teste para o PERTE – Colombiano – 93-155

Sistemas Teste para o PERTE – Sudeste BR – 79-143

Sistemas Teste para o PERTE – Sul BR – 46-79

Sistemas Teste para o PERTE – Nordeste BR – 87-183

Sistemas Teste para o PERTE – IEEE – 24-41

Sistemas Teste para o PERTE – Garver – 06-15

PERTES

Sistemas Teste para o PERTES (um arquivo com todos os dados)

Soluções dos Sistemas Teste para o PERTES (Soluções para todos os sistemas teste)

Arquivos por grupos de sistemas:

Sistemas Teste para o PERTES – Colombiano – 93-155

Sistemas Teste para o PERTES – Sudeste BR – 79-143

Sistemas Teste para o PERTES – Sul BR – 46-79

Sistemas Teste para o PERTES – Nordeste BR – 87-183

Sistemas Teste para o PERTES – IEEE – 24-41

Sistemas Teste para o PERTES – Garver – 06-15


Minhas experiências com edição de texto LaTeX

15 de Novembro de 2018 - Tempo de leitura: 4 minutos

Fui apresentado ao LaTeX em meados de 2000 durante a graduação em matemática no IBILCE/UNESP/São José do Rio Preto. Para escrever relatórios, trabalhos e textos era um sonho, principalmente pela facilidade de lidar com a parte matemática (mas não somente isso).

Para um iniciante, não é simples produzir textos em LaTeX, principalmente por não ser WYSIWYG e não ser apenas um programa. Você não verá a versão final do trabalho enquanto digita e isso é terrível no início, mas 18 anos depois, é quase natural ver um texto em código (.tex) e saber como ficará a versão final (.pdf). O outro problema além da necessidade de macros e executáveis do LaTeX, é necessitar de editor de textos (normalmente um IDE - sigla em inglês que significa ambiente de desenvolvimento integrado). O ideal é um IDE como TeXnicCenter, WinEdt (proprietário), Kile, Emacs, etc. Um IDE facilita a vida com seus atalhos e botões para comandos e compilação dos documentos.

Por outro lado, a qualidade do trabalho e a facilidade de se trabalhar com símbolos matemáticos é fantástica. Além disso, pacotes como o abnTeX2 fazem todo o trabalho para formatar uma monografia, dissertação ou tese nas normas da ABNT. Todo o trabalho de formatação é deixado em segundo plano e o foco principal dos esforços ficam para o conteúdo (no início não é bem assim... mas o esforço vale a pena).

Atualmente está mais fácil utilizar o LaTeX, pois existem ferramentas online como ShareLaTeX (adquirido pelo Overleaf) que permitem a edição e compilação de arquivos diretamente de um navegador. Ressalto que as funcionalidades dos editores online não chegam perto de um IDE instalado no computador, porém você ganhará a habilidade compartilhar documentos entre colaboradores que terão permissão para visualizar ou editar. Particularmente, não utilizo mais IDEs instalados em meu computador para edição LaTeX, faço tudo no ShareLaTeX (atualmente Overleaf).

Por outro lado, existe ainda o LyX. Ele é uma ferramenta voltada para edição LaTeX WYSIWYM, mas não chega a ser exatamente um WYSIWYG. O problema é que ele precisa de uma distribuição LaTeX para funcionar, mas seu uso é bastante intuitivo e possui vários menus, atalhos e botões para inserir todo tipo de código LaTeX que desejar e, visualizar tudo: texto, estrutura, formatação, tabelas, imagens, símbolos variados, etc. Ainda não consegui utilizar o abnTeX2 com o LyX, mas não tive muito interesse.

Para iniciantes em LaTeX, recomendo o LyX, mas caso não tenha experiência em baixar, instalar e configurar programas, sugiro que peça ajuda para alguém com a parte de download e instalação. Usuários mais experientes do LaTeX que nunca viram as ferramentas de colaboração, devem experimentar. Para completos iniciantes, recomendo solicitar ajuda para que alguém mais experiente instale o LyX.

Espero que o relato de minha experiência com o LaTeX seja produtiva e fico a disposição para responder suas dúvidas. Basta entrar em contato.